terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

DROGAS X VIOLÊNCIA X INEFICIÊNCIA PÚBLICA

        A maior parte das classes assalariadas que servem de combustível à Elite Brasileira é oriunda, ou dos descendentes de escravos, ou da mistura de raças entre negros, índios e brancos da ralé europeia vinda para o Brasil em busca de uma terra de promessas...
        Promessa de Caos urbano e social!
        Esses mestiços basicamente formam a população nordestina, tão desprezada e escravizada pela classe-média brasileira, e os habitantes das favelas nas grandes cidades.




        E como isso tudo começou...?
        É fácil verificar que tudo teve início lá no início do século XIX com a abolição da escravatura, por ordem expressa da nascente burguesia industrial inglesa, que pressionou para o fim da escravidão nas duas Américas. Ora, com o fim da escravidão, o número de cidadãos "livres" aumentou consideravelmente o consumo dos produtos industrializados europeus, pois um escravo não tem direito a nada!
        Como a abolição dos escravos só se deu no papel, nascia aí uma imensa massa de desempregados e desconsiderados sociais...
        E isso dura até hoje!



        Como a Elite brasileira deve vassalagem à Elite mundial, principalmente daquela estabelecida no continente Europeu, o jogo não muda, e não mudará jamais, até que todos nós derrubemos o sistema escravocrata engendrado por essas oligarquias mundiais há séculos, que engloba praticamente todas as classes sociais mundiais. Baseado no consumismo mentecapto e na violência urbana do comercio legal e ilegal de armas, e na distribuição supostamente clandestina das drogas ilícitas, complementada pelo papel de manipulação e catequização da mídia, os povos terrestres vêm sendo sistematicamente dominados e dizimados, porque o comércio da saúde também entra nesta equação.
        No caso específico da violência gerada pelo tráfico de drogas nas grandes cidades brasileiras, já é público e notório que o desenvolvimento das chamadas drogas ilícitas deu-se a partir da guerra da Coréia na década de cinquenta, portanto nós temos um trabalho de inteligência demoníaca por trás do desenvolvimento e comercialização das drogas, e que encontrou terreno fértil para desenvolver-se aqui na América Latina, devido às massas de desempregados, "juventude transviada" e/ou desassistida. Sabemos também que o poder de fogo das quadrilhas de narcovarejistas começou a aumentar na década de oitenta, quando a polícia fora proibida de subir os morros com a desculpa que não podia prender trabalhadores...



        E a quem interessa o aumento da violência e das drogas por trás de um estado absolutamente travestido de impotente, quando, na verdade, nós sabemos que ele é sistematicamente incompetente justamente para que o problema perpetue-se, ou seja, aumenta-se o efetivo das polícias, porém, ao mesmo tempo, aumenta-se o poder de fogo dos traficantes, aumenta-se também o tráfico de armas nas fronteiras do Brasil, pelos caminhos que toda a Inteligência Nacional conhece há décadas, mas a despeito disto, nada é feito para solucionar o problema... Quer dizer, fica aquela sensação de que nós, os idiotas que pagamos impostos, e pagam para ter segurança, nunca teremos nossas necessidades satisfeitas, e é fácil concluir que todo o aparato dos Estados Nacionais, seja ele qual for, só existem para beneficiar uma Elite que se esconde por trás das sombras de certas instituições apátridas...
         Quando isto irá terminar...?
         Nunca, porque a maioria de nós aceita ingenuamente a tutelagem da mídia, que existe apenas e tão somente para ludibriar-nos. Mal ou bem, o equilíbrio nas ruas é mantido graças às mortes diárias de inocentes no meio desta guerra social engendrada... ENGENDRADA sim, e nós, os marginais, os empregados, os desempregados, os descamisados, a os policiais, e todos os segmentos da população somos vítimas da mesma manipulação maquiavélica que vem ocorrendo há anos, ceifando vidas e gerando cada vez mais escravos numa quantidade interminável, só para manter o sangue dessas Elites nas Sombras!



        Enquanto isso, essa Elite vampírica, que recebe a droga para seu consumo diário limpinha em sua casa, e sem os olhos da lei, porque está acima dela, e está longe desta guerra que é travada todos os dias nas ruas, e, se juntarmos a violência do trânsito nesta equação, teremos mais mortes do que qualquer guerra travada hoje em dia e, quiçá, no passado, uma vez que o número de baixas é diário!
        Só há uma solução! A sociedade tem que encarar a verdade sem os subterfúgios impregnados da mídia, que coloca o problema unicamente na esfera do social, utilizando-se de engenharia histórica costurada para enganar, quando este problema não é científico!




        Precisamos de uma nova sociedade, precisamos de uma nova inteligência, de novas religiões de um novo homem e uma nova mulher. Aliás, retirem a palavra religião destes itens! Não queremos nenhuma religião; queremos uma religião científica baseada nos planos cósmicos! Precisamos realmente de um mundo novo! Mas não me venham com velhas receitas retiradas desta velha casta secular que destrói vidas! Precisamos de uma nova mídia, ou talvez nem precisemos dela, mas se ela continuar interagindo todos os dias conosco, como faz normalmente, ela continuará a garantir aquele sanguinho básico que os vampiros vem nos sugando há milênios!
        Precisamos olhar o mundo às avessas! Porque este que aí está não nos serve mais para nada!